Resenha: Romance em San Marino



Romance em San Marino
Autora: Lidia Rayanne
Edição do Kindle

Uma trama que envolve amor, poder, conhecimento, política e muito mistério. Romance em San Marino é o primeiro volume de uma duologia ambientada no início do século XIX na pequena República de San Marino, que em meio às guerras napoleônicas, ainda permanece livre graças ao Imperador Bonaparte. O país se encontra na cordilheira dos Apeninos envolto pela Itália, ou seja, é um território  que apresenta distinções políticas, sociais e culturais e cujas fronteiras permanecem dentro dos limites de um outro território.

O romance gira em torno de dois jovens que, mesmo vivendo num mesmo território, apresentam vidas um tanto distintas. De um lado encontramos uma jovem pequena de tamanho, mas grande no coração e na determinação. Ângela Olivério é uma jovem estudiosa, sonhadora, que entende de política e ama a sua pátria. 

[Especial] Jane Austen – Amor e Inocência




Amor e Inocência (título original: Becoming Jane) é um filme inglês de 2007, dirigido por Jullian Jarrold, que retrata a história da autora Jane Austen e seu suposto romance com o advogado Thomas Lefroy. O filme foi baseado no livro Becoming Jane Austen de Jon Hunter Spence, e contou também com o estudo das obras da autora e de cartas que Austen escrevera a seus familiares e amigos. Com base nesse conteúdo, os roteiristas Sarah Williams e Kevin Hood teceram juntos o que acreditavam ser a personalidade e história da escritora.

[Dicas da Eloise] Leitura de Carnaval


Se tem uma coisa que eu amo fazer nesse feriado prolongado de carnaval, é ler. E nada melhor do que curtir um livro de um autor que você adora e admira. Hoje compartilho com vocês esse Box maravilhoso da série Quarteto Smythe-Smith da queridíssima Julia Quinn. 


Gente, não tenho palavras para descrever o quão maravilhada estou com esse box. A Editora Arqueiro está de parabéns. Eu sempre apreciei as capas desenvolvidas pela editora, mas o trabalho desenvolvido para essa série ficou impecável, as capas além de apresentar fotos belíssimas apresentam aquela textura emborrachada que eu amo. 

[Série Literária] Desventuras em Série


Desventuras em Série
Autor: Lemony Snicket pseudônimo do autor Daniel Handler
Editora: Companhia das Letras / Seguinte 

Desventuras em Série é uma coleção de treze livros que retratam a desafortunada vida dos irmãos Baudelaire. Após a morte de seus pais, devido a um incêndio que destruiu a casa em que moravam, os irmãos Violet, Klaus e Sunny Baudelaire ficam órfãos e sem lar. Todavia,  Sr. Poe, um homem bem-intencionado e de bom coração (e um pouco sonso e imprestável também) se torna o responsável pelas crianças. Ele é um executivo que trabalha em um banco e fora incumbido de zelar pelos interesses dos órfãos Baudelaire e de encontrar o parente mais próximo dessas crianças, para elas poderem ter novamente um lar até chegarem a maioridade e poderem enfim desfrutar da fortuna que os pais haviam deixado. Violet, a mais velha dos irmãos, tem apenas catorze anos, portanto ainda levará um tempo para os órfãos “usufruirem dessa fortuna”. Por hora, eles vão viver com o tal parente mais próximo, que é ninguém mais, ninguém menos  do que o Conde Olaf, um homem mau, interesseiro, desprezível e que se torna - ao longo dessa trágica história- o principal inimigo dessas inocentes crianças.


“Se vocês se interessam por histórias com final feliz, é melhor ler algum outro livro. Vou avisando, porque este é um livro que não tem de jeito nenhum um final feliz, como também não tem de jeito nenhum um começo feliz, e em que os acontecimentos felizes no miolo da história são pouquíssimos.” – pg. 9 ( Mau Começo) 

Resenha: Os Molambolengos


Os Molambolengos
Autora: Evangeline Lilly; ilustrado por Johnny Fraser-Allen
Editora: Aleph
48 Páginas

Selma, é uma criança curiosa, esperta e extremamente mimada. Ao se perder num parque de diversão, ela entra, por acaso, numa carroça aonde encontra o sombrio teatro de marionetes conhecido como “Os Molambolengos”, criaturas estranhas penduradas por cordas e com moedas no lugar dos olhos. Lá ela conhece cada integrante dessa excêntrica trupe que a ensina que nem sempre as coisas são do jeito que ela quer.  


"A Menina olhou ao redor para ver quem era
Que falava em tom tão obscuro.
 Mas não viu alma viva,
Exceto um rato sem saída.
Ela parecia estar em apuros."


"De repente, um barulho do alto!
A girar, nove vultos, assombrados!
Seus corpos dependurados
Como se fossem nós, entrelaçados,
Como se nove, juntos, estivessem enforcados!"

O conto é bem curtinho, porém não deixa de ser encantador. As ilustrações criadas pelo artista Jonny Fraser-Allen são maravilhosas e dialogam perfeitamente com a narrativa, que aborda um toque macabro e sombrio. A história é estruturada em estrofes e narrada através de rimas, o que resultou numa leitura leve, divertida e rápida. Eu acredito que, nesse primeiro volume, a autora buscou apresentar as personagens e seu universo ao público. A fábula, de fato, é muito inteligente e apresenta uma bela lição de moral em seu final, o que instiga o leitor a querer conhecer mais sobre esses estranhos personagens e sobre o destino da levada Selma.

Resenha:Os Fatos do Caso do Sr. Valdemar


Os Fatos do Caso do Sr. Valdemar
Autor: Edgar Allan Poe
Conto disponibilizado pelo desafio #12mesesdepoe
Tag criada pelo blog AnnaCosta

O conto retrata a história do senhor Valdemar, um homem idoso cuja saúde está bastante debilitada. Não há mais nada a ser feito a não ser esperar que a morte bata a sua porta. Um amigo, conhecido apenas como P— e também narrador dessa história, apresenta um imenso interesse pelo mesmerismo (hipnotismo) e propõe ao velho moribundo uma experiência com hipnose momentos antes de sua morte. Quando Valdemar descobre que tem apenas vinte e quatro horas de vida contacta P— e aceita participar desse experimento. O narrador compartilha com o leitor que esse tipo de experimento jamais fora testado em tal situação. Portanto, estava muito curioso e interessado para ver e compreender quais efeitos o mesmerismo teria sobre uma pessoa moribunda.

 Livro da foto: Histórias Extraordinária da Editora Abril (obs: essa edição não possui este conto,  foto ilustrativa)

Para surpresa do narrador, a mesmerização funciona, e mesmo após sua possível morte o Sr. Valdemar continua conversando com o hipnotizador. Em um transe, P—pergunta se Valdemar está dormindo e como resposta ele afirma que está "dormindo", mas ao mesmo tempo também fala a palavra “morrendo”.

Bloguices: Tag 7 Livros – 7 Sentimentos


Olá leitores!!!! Fui marcada pela querida Cailes do Blog Histórias Literárias na tag 7 Livros – 7 Sentimentos, que consiste em relacionar os 7 sentimentos abaixo com livros. Segue as minhas respostas:


1- Tristeza:  “O Oceano no Fim do Caminho” de Neil Gaiman, é um livro maravilhoso, que me emocionou bastante. Me senti envolvida com a história e mesmo que seja uma trama que tenha aquele toque de fantasia, acabou me conduzindo a momentos nostálgicos e de reflexão, até porque é uma trama que remete a recordações, nostalgia, amizade, superação... Enfim, é uma história muito bonita que faz o leitor mergulhar no seu próprio oceano e refletir sobre quem você é e sua trajetória - comigo foi assim. Eu realmente chorei com esse livro, mas não tanto pela história, e sim pela forma que ele tocou minha alma. 




2- Amor: A série Os Bridgertons”. Gosto muito da forma que a Julia Quinn apresenta o amor em suas histórias, tanto o amor entre um homem e uma mulher, como entre familiares e amigos. É uma série que te cativa, com personagens carismáticos, cujas histórias te envolvem do início ao fim.

Resenha: Lições do Desejo


Resenha: Lições do Desejo
Autora: Madeline Hunter
Editora: Arqueiro
272 páginas

O segundo volume da série Os Rothwells traz a história de Elliot, irmão mais novo do marquês de Easterbrook e a exótica e independente Phaedra Blair, uma mulher perspicaz e determinada, que é contra as regras que a sociedade impõe, apoiando a liberdade da mulher e suas escolhas. Elliot resolve se aproximar de Phaedra devido a questões familiares. O pai falecido da moça possuía informações que comprometeria a família Rothwell, portanto a missão de Elliot é convencer a excêntrica dama a eliminar as evidências que pudessem comprometer sua família.

“Um homem que comete um crime precisa encobrir seus rastros, mesmo que eles sejam deixados pelos melhores sapatos que o dinheiro poderia comprar.”- pg. 5


Todavia, Phaedra também estava em uma missão, que envolvia compreender o passado da sua mãe, uma mulher revolucionária e muito inteligente, que ela admirava e tinha como exemplo de vida.
Topo